Buscar
  • Ômar Souki

A alma da gente

Em 2011 escrevi um artigo que intitulei “A alma do negócio”. Termina assim: “Dadas essas evidências posso afirmar que, para o ser humano, o mais importante é a alma, e para o negócio, a alma é o ser humano!”. Naquele texto eu destaquei a Volvo que foi considerada pela revista Exame a melhor empresa para se trabalhar em 2010. A empresa investe pesado em sua alma, isto é, no ser humano. Divide os lucros no fim do ano. Todos, da faxineira ao presidente, ganharam naquele ano 9.000 reais extras devido ao programa de participação nos lucros. Além de vários outros benefícios, a Volvo ajuda ao colaborador que deseja estudar pagando 50% da mensalidade. Há também um auxílio creche de 350 reais por mês que dura até a criança completar 7 anos. Segundo a revista, na Volvo, “a casa está arrumada e seus moradores estão felizes”.

Vamos falar agora de nós, da gente. E a nossa alma? Como está? Conheci um homem, bem sucedido nos negócios — pessoa respeitada na sociedade. Tinha um bom cargo no banco e cuidava bem de sua família. Mas se esqueceu de sua saúde. Fumava e bebia demais. Adoeceu, agonizou por algum tempo no hospital e faleceu. Mas antes de morrer me disse: “Eu gostaria de ter cuidado de minha saúde como cuidei de meus carros”. Teve a humildade de reconhecer que, sim, cuidou das coisas ao seu redor, mas se esqueceu de si mesmo.

Com a agitação do cotidiano, podemos nos esquecer de nós mesmos, de nossa alma, de nossa essência. Além da alma, temos um corpo, uma cabeça e um coração. Nossas partes clamam por nós. A nossa espiritualidade fornece um sentido para nossa vida. As nossas emoções permitem relacionamentos saudáveis. O nosso intelecto é responsável pela comunicação conosco e com o mundo ao nosso redor. E, o nosso físico, marca a nossa presença no mundo das coisas visíveis. Portanto, cuidar só da alma, é bom, mas não é suficiente. Nosso bem estar — nossa paz —depende do cuidado que temos com essas quatro áreas da vida. Mas, de nossa alma — de nosso espírito — depende o resto. Por isso, é tão importante parar e sentir a Presença Divina em nós que se manifesta através do Espírito, do Espírito de Deus. Outro nome que se dá a esse Espírito é Amor, Amor Incondicional. Já foi dito que devemos buscar em primeiro lugar o Reino de Deus e as demais coisas virão por acréscimo.

Você está se sentindo amado (amada)? Se a resposta for um “sim” inequívoco, a Presença está em você, e você nela. Se houver alguma dúvida em sua mente, pode ser que você, sem mesmo notar, está se afastando da Fonte de Amor: Deus! Como fazer para se religar — se reconectar? Facilmente entendemos que o nosso celular precisa ser recarregado, isto é, ligado a uma fonte de energia. Também, facilmente, nos esquecemos que nós somos parecidos com ele e que, de modo análogo, precisamos nos recarregar regularmente. Não importa qual seja a sua crença religiosa, parar e orar vai lhe fazer um enorme bem. Se não aprendeu a orar, simplesmente fale com Deus. Ele existe e está mais perto de nós do que nós mesmos. Foi Ele que sugeriu que eu escrevesse este texto sobre a alma.

A Fonte Infinita de Amor nos criou para nos amar. Imagine, se você ama seus filhos — se não tem filhos, ama seus pais, sua namorada, sua esposa — já sabe o que é amar. Amar é estar junto e respeitar, é querer agradar ao outro até mesmo mais do que a nós mesmos. Esse é o amor que o Pai tem por nós. Foi Ele que nos deu a alma. E Ele nos pergunta: “Como está a sua alma?”. Ele deseja saber se você está cuidando bem de sua essência, daquilo que faz você ser, quem você verdadeiramente é. Onde encontrar a resposta para essa pergunta? Em nosso coração!


0 visualização

18981728092

Divinópolis, Minas Gerais - Brasil

©2020 por Eduardo Alvim